filhote_lixa_web

O dócil Tubarão Lixa

logomarteO Tubarão Lixa (Ginglymostoma cirratum) possui uma coloração marrom escuro ou marrom tubarãoamarelado, onde é facilmente visto em aquários por ser uma espécie dócil, permitindo aproximação humana (não aconselhamos o toque ou aproximação desses animais em seu ambiente natural, por motivos de segurança, caso o mesmo se sinta ameaçado e ataque em defesa própria).

Chegam a atingir 4 metros de comprimento (fêmeas são maiores do que os machos) e pesar aproximadamente 105 Kg.

São animais costeiros que vivem em águas tropicais e subtropicais dos oceanos Atlântico e Pacífico. Podem ser encontrados em profundidades de até 75 metros, associados ao fundo (bentônicos), sendo vistos frequentemente em ambientes coralinos, rochosos e em regiões de manguezal.

É uma espécie ovovivípara com gestação de 6 meses, onde são produzidos de 20 a 28 filhotes por ninhada. Seus filhotes nascem com aproximadamente 25 a 30 cm de comprimento. A estação de acasalamento ocorre uma vez a cada dois anos e o ovário precisa de 18 meses para produzir novos ovários maduros. Seus filhotes são protegidos por um “ovo” chamado de cápsula embrionária, dando proteção para que se desenvolvam totalmente.

São considerados animais lentos, sedentários e de hábitos predominantemente noturno, onde podem ser vistos em grupos de até 40 indivíduos, geralmente aglomerados.

Se alimentam de peixes, crustáceos e moluscos. O hábito noturno os permite predar peixes ágeis que se encontram dormindo. Conseguem retirar moluscos de suas conchas, ou peixes e crustáceos de tocas com sua forte e rápida sucção.

Também conhecidos por Lambaru e Tubarão Enfermeiro, são encontrados em toda a costa brasileira, sendo mais raros no Sul do Brasil. No Rio Grande do Norte são vistos por todo o litoral, muitas vezes em pontos de mergulho. São encontrados também no Aquário Natal.

Fonte: Tubarões no Brasil. Marcelo Szpilman.

Leave a reply